quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

A Mala Minimalista

Nosso minimalismo não é só conversa, não: em outubro, viajamos pra Itália por três semanas e um quebradinho,  e levamos uma mala. Pequena. E uma bolsa de mão. Quase vazia.  Para os dois.

O segredo do sucesso é muito simples: é só lavar as roupas no caminho (o que fizemos no final da primeira e da segunda semana). Não é caro, nem demorado - as duas lavagens não custaram nem vinte euros juntas, e gastamos pouco mais de uma hora para cada.

Achei o custo/benefício só alegria: andamos de trem e metrô de cima pra baixo puxando uma única malinha, e ficávamos prontos de manhã rapidinho, já que as opções eram poucas. E nem ficamos parecendo mochileiros sujinhos: volta e meia nos pediam direções na língua local (ok, caberiam piadinhas se o passeio fosse na França, já que os franceses tem fama de não gostarem muito de banho. Mas nem era).

Nenhum comentário:

Postar um comentário