quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O Caso da Revelação

Faz uns meses que estamos pensando em nos tornar cidadãos do mundo. Neste início de semana, contamos para os progenitores. Esperávamos choro e ranger de dentes mas, para nossa supresa, ninguém se abalou. O máximo que aconteceu foi meu pai perguntar: como vocês vão se sustentar? Ao que respondemos: com as nossas economias. E ficou nisso.

Como a gente mora longe deles há oito anos, talvez não haja muita diferença entre outro estado e outro país. Além disso, há netos (não fornecidos por nós!) que vivem pertinho deles para providenciar diversão. E o mundo está tão globalizado que mudar de continente nem parece assim uma aventura tão grande.

Só que pra gente é! Estamos muito empolgados. E vamos contando por aqui, o que ajudar a organizar as ideias, nossos planos para conquistar o mundo.

7 comentários:

  1. Hum, eu super apóio e adoraria ... mas meu marido é bastante conservador e não pode nem ouvir falar em deixar a segurança do que já conhece ...

    ResponderExcluir
  2. Oi, Naty! Olha, o que eu posso de dizer é que no nosso caso foi tooodo um processo. A gente flerta com a ideia desde antes de casados (há 8 anos). Quem sabe vocês vão conversando, conversando, e uma hora vai!
    Abraços,
    Lud

    ResponderExcluir
  3. Tomara né ? Estamos em processo !! rsrsrs
    Espero que vc continue narrando aqui , te acompanho há muito tempo e adoro gente inteligente !
    Abraços e muito boa sorte !

    ResponderExcluir
  4. No momento, não posso nem pensar em algo parecido. Pais idosos e sob meus cuidados são o principal motivo. Mas já estou semeando a idéia de um doutorado em Portugal, levando a turma toda. Quem sabe? Enquanto isso, vou acompanhando vocês!
    Boa sorte!!!

    Bel
    www.deixoler.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bel! Acho que, geralmente, pais idosos são resistentes a mudanças, mas quem sabe o argumento "Preciso de vocês lá comigo!" os convence?
    E doutorado é tudibom!
    Boa sorte pra você também!!!
    Lud

    ResponderExcluir
  6. meu deus, lud! acompanho o blog desde que você postava sobre maquiagem, metas na corrida e como acrescentar duas colheres de azeite de oliva poderia melhorar a dieta.

    só posso te dizer uma coisa: quando crescer quero ser que nem vocês!

    bom demais ver alguém saindo fora do comum, emprego fixo, apartamento comprado, filhos vindo. acho linda essa vida, mas acho bom demais ter essa coragem de, antes, sair pra vida assim, do jeito que bem entender.

    demais, demais, que inspiração pro meu 2012!

    ResponderExcluir
  7. acabei de ver o comentário de vcs lá no pequeno viajante e vim conhecer o blog, muito legal! q bom vcs criaram a coragem necessária. nós fizemos isso por 5 meses, e com uma criança de 1/2 anos na bagagem foi de bom tamanho, mas 3 anos me parece um período de tempo bem mais realista hihiihihihi...se a gente puder ajudar com alguma dica, estamos à disposição de vcs! enquanto isso, vcs dariam uma olhada no nosso roteiro da Nova Zelândia para dizer se é possível? http://felipeopequenoviajante.blogspot.com

    ResponderExcluir