quarta-feira, 14 de março de 2012

O tempo (não) passa, o tempo (não) voa

Faltam 20 meses para a nossa aventura. Puxa, 20 meses é muita coisa. Mais de 600 dias. Uma eternidade.

Aí eu começo a achar que esse negócio de ser muito certinha responsável plano B (e C) é um cansaço. Que seria tão melhor ser leve e livre e confiar que "o universo proverá". Que aprender línguas e juntar mais dinheiro e fazer planilhas é para os fracos.

E o risco de mudarmos de ideia no meio do caminho? Eu e o Leo estamos comprometidíssimos com o plano, e não se passa um dia sequer em que a gente não tome uma providência ou converse a respeito. Mas 20 meses é um bocado de dias. Impérios foram destruídos em menos tempo (ok, essa afirmação é completamente aleatória e desprovida de qualquer embasamento histórico).

Então é isso. De vez em quando me impaciento com a demora. Mas sei que a preparação é o segredo do sucesso. E se no final das contas não me deixarem tirar licença, vou poder manifestar minha indignação em um francês fluentíssimo.

6 comentários:

  1. Ninguém disse que ia ser fácil, né?! Quando quero algo me lanço e se não acontecer nos dias seguintes eu esmoreço. Por isso nunca consegui viajar pro exterior, meu grande sonho. Mas aproveitei um monte de promoções e meu guarda roupa tá lotado... E continuo com um sonho na bagagem... Não pensa, apenas vai. SE vcs perceberem que não faz mais sentido, aí vc repensa, mas até lá nada de ficar adiantando problemas. Vc se transformou ao longo dos posts (te acompanhava no ludmilismo tb) e mudou um monte de gente, como eu! Opção nossa, vc não tem que ser exemplo, mas a gente tá aqui de longe encantados com a sua força, então cultiva ela!!! Bjs, Malu!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. OI Lud! que legal descobrir seu blog novo :) fui super leitora do ludmilismos por um tempao... e que empolgacao essa viagem de vcs hein?! parabens pela decisao... eu morei 2 anos na europa e foi a melhor epoca da minha vida, mas isso e um comeca/para de cursos me atrasaram com estudos, eu quero muito muito voltar a morar fora (nao soh pela experiencia mas pq tbm ganhando em real fica muito dificil viajar, q eh o que mais amo na vida) mas qd terminar a facul estarei chegando nos 30 e me sinto "velha" pra me aventurar novamente pelo mundo.. sim, sei q eh uma bobagem, mas isso tem me incomodado :( estive agora mochilando por 2 semanas e eu era a mais velha em todos os hostels.. o fato de estar me separando do marido e cercada de gente mais nova tem contribuido pra eu me sentir meio peixe fora d'agua.. meus conteporaneos estao casando, tendo bebes, ganhando bem, estaveis e eu fiz o caminho inverso da coisa... mas qd converso com pessoas igual a vc e as que encontro em viagens da vida (como um austriano q conheci agora e ha anos passa seis meses trabalhando e 12 viajando) lembro que minha paixao pelo desconhecido eh maior que a vontade de me encaixar na sociedade e meus olhos sem enchem novamente.
    (asia e oceania sao os destinos dos meus sonhos tbm!!)
    muita sorte pra vcs.

    ResponderExcluir
  4. Malu e Rita, muito obrigada pela força!
    E olha, vou precisar de posts inteiros pra responder vocês!

    ResponderExcluir
  5. Super me identifiquei com o comentário da Rita no lance da idade. Então...responde pra mim também? :-)

    ResponderExcluir
  6. opa, Lud, pra mim também. Rita,e eu que to com 35, terminando uma tese, louca pra ir morar fora do Brasil - que sempre foi meu sonho, mas eu não sabia que era possível; que não tenho marido, nem namorado, ninguém pra me ajudar, e cagando de medo de tudo que eu já trabalhei/estudei até agora não ser suficiente pra me garantir um emprego na minha área? mas eu to a fim de tentar mesmo assim. a vida é uma só, eu já to chegando perto da metade dela, e meu... eu quero me jogar. já que eu não casei, já que eu não tenho filhos... nada me impede de tentar. 2012 pra mim vai ser também - já está sendo - economia, minimalismo, estudo de francês, espanhol e inglês,IELTS, e as unicas coisas com que eu vou gastar são cursos de formação executiva (que eu não tenho) e de línguas, minha aula de dança que é VITAL pra mim. E uma viagem em julho, com estudo integrado, porque eu mereço depois do 2011 pesadérrimo que eu tive. Detalhe: to praticamente sem trabalho. Ainda preciso voltar a trabalhar de verdade pra não gastar a poupança suada e continuar a poupar. Aff. Ter sonhos dá trabalho.

    ResponderExcluir