quinta-feira, 31 de maio de 2012

Emoção e ranger de dentes

Ontem fomos todos pimpões visitar uma kit mobiliada na Asa Norte. Estava toda arrumada, com armários sob medida. A estampa das duas poltronas era medonha, mas pelo jeito esse tipo de detalhe só afeta a mim (o Leo nem registrou).

A vantagem de um lugar mobiliado é que a gente pode vender todos os móveis e passar o segundo semestre se ocupando só dos detalhes da aventura. Na hora de ir embora, é só fazer a mala, entregar a chave e dar no pé.

A kit mobiliada era longe do francês. Não tinha lugar para caminhar perto. A estampa das poltronas era medonha (já falei nisso?). Ainda assim, pensamos e refletimos e achamos que as vantagens compensavam e quisemos fechar negócio.

Aí a dona do imóvel começou a fazer charme. Falou de outro interessado, que queria entrar imediatamente e ficar um período longo. Disse que a gente não podia por um prego na parede. Avisou que ia filmar a kit na vistoria. Chorou que ia ter prejuízo com o contrato curto. Exigiu caução. Pediu para receber em dinheiro (tombo na Receita, oi?). E não concordou com a data de início da locação (achou que ia perder uma grana imensa com a kit desocupada por 10 dias).

Então o Leo perdeu a paciência e falou que não queria mais.

Ficamos tristinhos por cinco minutos. Logo depois descobrimos uma série de outras kits mobiliadas perto daqui de casa, uma área que gostamos e conhecemos, uns reaizinhos mais caras mas mais bonitinhas, sem nenhuma estampa medonha.

Estamos animados de novo.

3 comentários:

  1. Se ela não queria alugar que falasse logo, oras!
    O que ela queria? Que vocês ficassem com pena e decidissem cobrir o "prejuízo" dela? Muita gente sem noção nesse mundo.

    ResponderExcluir
  2. Que legal! Kit barata E perto E bonitinha! Tá vendo, o universo conspira... (ergh, sempre odiei essa frase)

    ResponderExcluir
  3. Ashen,
    é exatamente isso que ela queria. O "outro interessado" era só conversa, tanto que ela ligou à noite dizendo que tinha conversado com o marido e aceitava a proposta. Mas aí a gente é que não queria mais =D.

    Daninha,
    não é? não é? Eu particularmente gosto do frase do universo conspirador. Me lembra a Inconfidência Mineira, rs.

    ResponderExcluir