segunda-feira, 21 de maio de 2012

Leo faz a limpa

Neste fim de semana, o Leo aproveitou para dar uma limpa no armário dele. A verdade é que ele é uma pessoa básica, um minimalista interior. Ele usa o mínimo de roupas necessárias, divididas em categorias simples: trabalho (calças e camisas social), sair (jeans e camiseta), caminhar (bermuda e camiseta). Para eventos, ele tem dois ternos e umas gravatas. E pronto.

Apesar disso, o Leo tem bastante coisa no armário. Isso porque a mãe, a sogra e a esposa dele insistem (no meu caso, insistiam) em presenteá-lo com roupas em eventos festivos. Se o Leo gosta do presente, ele usa logo; se não gosta ou não serve, ele coloca em uma gaveta distante que nunca mais é aberta, se esquece totalmente da peça, e continua usando suas roupas básicas, feliz da vida.

Há algumas semanas, separamos juntos algumas roupas abandonadas e as doamos. No entanto, como íamos ficar por aqui por mais dois anos e não pretendíamos comprar mais nada no intervalo, não fomos lá muito impiedosos. Dessa vez, o Leo não teve dó. O que ele não usa e não terá utilidade na viagem foi despachado sumariamente.

Há um lugar aqui perto de casa que recebe doações. Fomos lá levar as sacolas, felizes da vida. O frio está chegando aqui em Brasília e essas roupas (e meias, e sapatos) que estavam sem uso aqui em casa devem servir para agasalhar alguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário