sexta-feira, 29 de junho de 2012

A louca do papel contact

Apartamento alugado, grana contada, ambições decorativas: teu nome é papel contact. Barato, fácil e removível.


Ontem me tornei a orgulhosa possuidora de dois rolos, um preto e um de zebra. A primeira vítima foram umas mesinhas empilháveis cujo tampo, de um bege medonho, brigavam horrivelmente com as paredes cinza-claro. As seguintes foram as tampas lindas de duas caixinhas de madeira (presente da irmã D.), que não estavam combinando com a decoração do quarto. 


Aí eu já estava empolgadíssima e revesti diversos azulejos brancos da cozinha. Termino a parede no fim de semana. E o assento das cadeiras verde-limão? Não passam de domingo!


O problema do papel contact é que é tão fácil e rápido de aplicar, com um efeito tão imediato, que a gente começa a querer cobrir o mundo com ele. 


Ou pelo menos as paredes. 

5 comentários: