quinta-feira, 28 de junho de 2012

Segunda noite na Toca

Mudamos. Ontem foi a segunda vez que dormimos na casinha nova.

Na primeira noite, a cama diferente, a luz que vinha da janela e o barulho da rua me acordaram algumas vezes. De ontem pra hoje, dormi como uma pedra e resmunguei na hora de levantar.

O ser humano é incrivelmente adaptável. Já estamos nos sentindo confortáveis. Dois dias, e já temos os espaços para deixar bolsa e pasta, os lugares para pendurar as roupas do dia, o hábito de tirar os sapatos na entrada, e toda uma dinâmica adaptada ao novo ambiente. 


Só falta instalar a cortina do quarto, comprar adaptadores de tomada e trocar os assentos das cadeiras (verde-limão is so not my color). Aí eu fico perfeitamente contente. 

11 comentários:

  1. Que bom ler isso! Me deu um pouco de esperança! Estamos mudando hoje e eu já sinto falta do meu antigo cantinho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milene,
      meu pai costuma dizer que, se a mudança é pra melhor, a gente não sente saudades!

      Excluir
  2. báhhh, mas vai mudar o assento das cadeiras??? Cê vai ficar nesse ap por 6 meses mais ou menos, né? Sei lá, vai se acostumando...vão ter muitas outras coisas que vc não vai gostar...Tenta diminuir o valor dessas coisas...na verdade elas nem tem valos, seja verde ou laranjada...tanto faz é temporário...Sei lá...eu sou assim, vivo como cigana com meu marido, dois três anos em cada cidade...e ai, não dá prá ficar dando muito valor prá esse tipo de coisa! Já morei em tanta casa verde (horrivel) que nem me lembro mais... (Acho que verde é cor de promoção para pintar casa!!!)
    Mesmo assim, tou feliz com a mudança...que de tudo certo!!
    Beijão,
    Mel

    ResponderExcluir
  3. Sempre leio, acho que nunca comentei. Mas embarcando no conselho da Mel pq não faz apenas capas novas para as cadeiras? Com certeza sairá bem mais barato, vc não precisará investir num bom tecido e pode fazer vc mesma, caso tenha habilidade com costura, caso não tenha uma costureira jeitosinha faz isso 'num tapa só'. Recorte os tecidos no formato dos assentos, dê um acabamento ao seu gosto (liso, babadinho, sianinha, etc)coloque duas cordinhas em cada lado na parte de trás da capa (a que ficará mais próxima ao encosto das cadeiras)e pronto! Basta colocar sobre a cadeira e amarrar. Com a vantagem de que se sujar lava fácil, se algo der errado e precisarem ficar mais ou enjoarem troca fácil também.

    ResponderExcluir
  4. Milene e Li,
    obrigadíssima pelas dicas. Mas não se preocupem: as cadeiras são aquelas tubulares medonhas com assentos facilmente desparafusáveis. Facílimo colocar outro tecido (é só botar por cima do que já existe e grampear).
    E se bobear caço os tecidos no quarto de costura da minha mãe. O grampeador já vou pegar emprestado dela mesmo, rs.

    ResponderExcluir
  5. E é melhor trocar esses assentos do que ficar seis meses reparando neles... Eu ajudo a grampear!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Mel, que coisa!, nao e' que eu ja' morei em duas casas verdes e nem tinha reparado? Rs. Ludinha, nao tema. A gente acaba se acostumando com as partes feinhas tambem (tipo o meu sofa' marrom horroroso que hoje eu acho ate' simpatico). Se bobear, ate' vc ter chance de ir a BH, ja' tem uma quedinha pelo verde!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, eu acho seu sofá marrom super-bacana. Gosto é gosto, né?

      Olha, concordo que a gente pode se acostumar com muita coisa, mas nesse caso a mesa é branca, as cadeiras são brancas, as paredes são brancas e os assentos das cadeiras são VERDE-LIMÃO! Até ofusca, sabe?

      Excluir
  7. Que bom que vocês se adaptaram. Lugar pequeno é bom porque obriga a gente a ser menos consumista e mais organizado, né? E tem outra vantagem, que eu adoro: é tão aconchegante! Você não acha não?
    Quando vier pra BH fuçar o quarto de costuras de sua mãe, avisa! Hehe..
    Beijo!
    PS: Li "Persuasion" e estou lendo "Mansfield Park". Gostei do primeiro, mas estou com mixed feelings sobre o segundo. Vamos ver o que eu acho até o fim.

    ResponderExcluir
  8. Fê,
    Eu acho superaconchegante! E te aviso da incursão ao quarto de costuras, sim. Você gosta dessas coisas? Sabe costurar?
    PS: A Fanny de Mansfield Park é a heroína mais controversa da Austen. Chamá-la de mosca morta é até elogio... Depois que você termina, me avisa pra gente conversar a respeito!

    ResponderExcluir