terça-feira, 21 de agosto de 2012

O francês não me quer

Estou indignada. Fui fazer minha matrícula na Aliança Francesa da Asa Sul dez dias após o início das aulas e não tinha vaga para o meu nível no horário econômico de manhã. Absurdo! Como é que não previram que eu ia me rematricular? Justo eu, que sou ótima aluna e rata de mediateca? Esse povo não tem bola de cristal, não?

Brincadeirinha. Acho que fiquei em choque porque já frequentei várias escolas de idiomas e nunca, nunca tive esse problema. Jamais me impediram de pagar para estudar outra língua. Mas a Aliança Francesa tem um limite máximo de alunos em sala, sabe? Afe. E até agora nenhum deles desistiu do curso.

Eu sei, existem outros cursos de francês na cidade. Fiz várias ligações e descobri que, depois que você chega ao nível intermediário, a oferta de turmas e horários fica bem reduzida.

Estou pensando seriamente em estudar por conta própria este semestre. Isso é, me filiar à mediateca da Aliança (é só pagar uma taxa anual de 50 dinheiros), ler um monte de livros e revistas, ver uns programas no canal francês e abrir a gramática umas duas vezes.

Uma palhaçada, eu sei.

* * *

A mediateca da Aliança Francesa classifica os livros conforme o nível de proficiência dos estudantes.

Ignorem, gente, ignorem. Dependesse deles eu ainda estava lendo o Petit Nicolas.



* * *

Atualização: ontem mesmo fui à Aliança Francesa e me associei à mediateca. Foi só pagar 50 pilas (taxa anual), já que, como ex-aluna, eu já tinha cadastro. Saí de lá com três livros e três revistas. A mediateca é aberta à comunidade e eu recomendo fortemente.

11 comentários:

  1. Lud, já tentou estudar pela internet? Tem um site chamado livemocha que são pessoas nativas de cada língua que corrigem sua "lição". Eu nunca usei, mas meu marido deu uma aperfeiçoadinha no italiano assim.

    ResponderExcluir
  2. Lud, também tive esse problema com a Aliança ano passado. Corri pra UnBIdiomas! Esse semestre, inclusive, as matrículas ainda estão abertas (bom e barato, mega recomendo!).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anna, a dica foi boa, e eu olhei o site e liguei pra lá correndo. Mas o meu nível não tem aos sábados =(.

      Excluir
  3. Tem um programa de computador para o ensino de linguas muito legal chamado ROSETTA STONE. Ele pode quebrar m galho ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu já dei uma olhada no Rosetta Stone, mas achei o método deles meio bizarro. Mas vou tentar de novo: quem sabe o nível intermediário é melhor?

      Excluir
    2. Confesso que nunca usei, pois estou (argh) estudando para concurso e a meta de aprender novas línguas ficou para o idílico "quando-eu-for-chamada" :( meh

      Excluir
  4. Lud, eu acredito que você tem muita capacidade e motivação para seguir em frente ouvindo músicas, seriados, lendo, estudando por conta própria. Certamente, por ser 'ex-aluna' da AF, eles te darão acesso à mediateca. Batalhe por isso. Essa ideia da Anna Raíssa parece ser interessante, pois as federais sempre mantem cursos de idiomas BONS em Letras. Você conhece o caminho das pedras, e para tirar dúvidas, o Livemocha é bom. Amigos meus já usaram com um tanto de sucesso.

    ResponderExcluir
  5. Lilly,
    só me falta a disciplina, rs.

    ResponderExcluir
  6. Disciplina também não é o meu forte. Eu sou mais obediente (no sentido de ir às aulas e estudar e fazer exercícios) do que disciplinada (pra estudar sozinha) :/

    ResponderExcluir