sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Plano B. E C.

Ainda não tenho notícia do tamanho da licença de trabalho que vão me deixar tirar. Enquanto não batem o martelo, eu e o Leo, depois de termos ficado em choque por dois minutos, vamos bolando o que vamos fazer nos cenários X, Y e Z.

Nós somos o casal Plano B. Três caminhadas de 45 minutos no Parque da Cidade e já tínhamos isolado variáveis, fechado parâmetros e estabelecido estratégias. Ainda preferimos os três anos de aventura, mas se só rolar um sabático menor, há lá suas vantagens (nós somos o casal Copo Meio Cheio também). Um ponto positivo é que o dinheiro, que estava contadinho, passa a permitir algumas extravagâncias, como almoçar todo dia (brincadeirinha). Outro é que vamos nos preocupar menos com o que levar (uma mala "Europa no frio", embora volumosa, é bem mais fácil de fazer do que uma mochila "Índia no inverno + sudeste asiático tropical + Europa na primavera").

A Ásia não saiu da jogada, não: ela vai para 2014, ou será dividida em pedaços, já que é bem fácil - e barato - chegar lá saindo de, por exemplo, Frankfurt, do que do Brasil.

E aí vamos ficar janeiro, fevereiro e março na França. Sim, será inverno, com dias curtos e temperaturas congelantes, mas o casal Copo Meio Cheio está focando em lareiras, vinho, fondue, paisagens nevadas, tardes em museus e bibliotecas, preços menores porque é baixa temporada, menos filas e menos turistas.

E noites longas. Dormir muito é um talento pessoal.

Foto daqui

11 comentários:

  1. Lud, detestei Paris, Londres e arredores dessas cidades no inverno... não há nada de atrativo, as filas são ao ar livre e você acaba desistindo de tudo. Desisti de shows, do Molin Rouge, de museus... enfim... detestei de verdade... e nunca iria nessa época para esses locais novamente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ziula! A gente sabe que o inverno por aquelas bandas não é fácil, mas já viajamos nessa época e temos as manhas (e as roupas) para nos agasalharmos de verdade. Eu sou bem friorenta, então me protejo mesmo!

      Excluir
    2. Menina, levei roupas apropriadas, inclusive roupas que usei na neve e resolveram, só que lá nem com essas... só passei frio e nada me aquecia nessa época.. enfim, no inverno nunca mais!!!

      Excluir
  2. Nossa, eu AMO a Europa no inverno. Adoro mesmo. Eu curto frio, vai ver por isso. E o fato de ter menos gente realmente me seduz. O único incômodo é que os dias são curtos, mas de resto, dias ensolarados e lindos (em Londres não tanto), comidinhas maravilhosas, lareiras e vinhos, muitos museus.
    E olha, sou super tímida, e li em algum canto aqui que vcs são anti-sociais por isso (embora eu morando cá, que nem vocês) nunca propus um encontro. Mas calha que também vou estar em Paris em janeiro. Então, se vocês quiserem, adoraria tomar um café, chocolate quente, vinho, etc etc, só me dar um oi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniela, a gente também acha que esse período tem um charme!
      Puxa, que legal você estar em Paris em janeiro também. Vamos trocar umas figurinhas? Quando eu disse que não somos lá os mais sociáveis é porque a gente não faz questão de encontrar mil pessoas novas sempre, mas pessoas legais que gostam de viajar nós queremos conhecer, sim!
      Me manda um e-mail? É ludmila.siqueira@gmail.com.

      Excluir
  3. Eu acho bem romântico ir no frio, principalmente se vocês conseguem curtir esse clima. Eu também estaria focada nas lareiras, fondues, vinho e paisagens nevadas (e também nas noites longas!). Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Marina! Frio é bom quando a gente está bem agasalhada e acompanhada!

      Excluir
  4. eu também acho que indo de frankfurt é bem mais perto! :)

    ResponderExcluir
  5. Lud, eu mandei uma mensagem para o Leo, perguntando da viagem e li o seu roteiro no blog. Sensacional os seus textos, tenho a nítida impressão de estar conversando pessoalmente contigo. Acho incrível! O problema é que começo a ler e não páro, as horas passam e aqui estou, lendo e relendo, rindo do papel contact, rindo dos seus minimalismos. Quanto à viagem, achei o roteiro de vocês sensacional, mas eu e o meu marido ainda não podemos tirar um ano sabático. Uma coincidência, eu trabalhei um tempo com a sua irmã, mas acho que ela não está lembrada, foi em um projeto, ela ainda estava fazendo estágio. Bem que ela me lembrava alguém, mas eu não sabia que era você. Então, continuarei lendo o seu blog no tempo livre, muito legal. Quanto à licença no trabalho, mesmo que seja por um período menor, imagino que ficar na Europa é tudo de bom, em qualquer época do ano! Desejo uma ótima viagem para vocês e depois poder curtir as fotos. Abraços, Fernanda Silva.

    ResponderExcluir
  6. hahaha Lud estou vendo a gente nesses posts. ele é o homem-planilha e eu sou a senhora plano B, C, D, E.... rs acho que vou esconder esse blog dele pq pelo que perebo vcs estão indo "mochilar", que é do que eu chamo qq viagem que nao inclua levar a mudança em caminhao/cointainer etc rs Tenoh aplicado principios minimalistas à casa, tenho pavor de ter casa propria (financiamento em 20 anos no banco me dá brotoeja), mas "mochilar" definitivamente não me atrai. Vou esconder por enquanto isto do marido rs (estou lendo do ultimo post, mais recente, pros primeiros, se percebeu rs). ainda não cheguei aos planos de vcs.

    ResponderExcluir